Páginas

PESQUISE PRODUTOS E COMPARE PREÇOS AQUI !

sábado, 4 de abril de 2015

AUMENTO DO PREÇO DOS REMÉDIOS EM 2015 - DÓI NO BOLSO E EXIGE "CAMINHAR" PARA ECONOMIZAR.


O reajustes de 7,70%, 6,35% e 5% nos preços de medicamentos autorizado pelo governo federal, de acordo com a categoria do produto, e que estão valendo a partir desta terça-feira dia 31/03/2015, vão exigir do consumidor uma maior procura por preços mais em conta oferecidos pelas REDES DE DROGARIAS. Para todos os itens oferecidos na chamada FARMÁCIA POPULAR, o consumidor deve dar preferência.

Os valores apontados como do reajuste que será aplicado constam de resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A fórmula para se estabelecer o REAJUSTE (Anual) é bastante complexa e tem relação com o IPCA. Isso significa que inflação mais alta leva ao preço maior dos medicamentos.

As regras de reajuste valem para cerca de 20 mil itens do mercado farmacêutico, como antibióticos, anti-inflamatórios, medicamentos para HIPERTENSÃO. Produtos fitoterápicos e homeopáticos não estão incluídos e o seu preço pode variar livremente conforme o fabricante.

Para remédios que estão ainda protegidos por patentes, exemplo dos usados em tratamento de câncer o máximo de aumento será de 5%.


Em 2014, o reajuste máximo foi de 5,68%. Na classe intermediária, o reajuste concedido foi de 3,35% e o menor, de 1,02%.


VEJA COMO FOI O REAJUSTE EM 2013 E COMPARE

Resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) publicada hoje (04/04/2013) no Diário Oficial da União autorizou o reajuste de até 6,31% nos preços dos remédios. 

Na categoria onde os medicamentos genéricos representam 20% ou mais do faturamento, o reajuste pode alcançar o teto de 6,31%. 

Uma comparação com o reajuste autorizado pelo governo no ano passado, mostra que em 2012 o teto foi menor: 5,85%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é importante para nós. Lembre-se de que é sua a responsabilidade pelo conteúdo dos comentários que faz. Ajude-nos a melhorar, fazendo críticas e apresentando propostas de assuntos e matérias. Grato.

Google+ Followers